quarta-feira, 8 de junho de 2011

Tecnologia - Dicas

Seis truques para fazer o Windows parecer mais rápido

Reduza o tempo de boot e torne o sistema um pouco mais ágil com estas mudanças no Registro.

O Registro do Windows é um banco de dados que armazena a configuração do sistema operacional e dos aplicativos instalados. Isto inclui tudo, desde o tempo que o cursor do mouse precisa ficar parado sobre o botão de um aplicativo na barra de tarefas antes que um preview da janela correspondente apareça até ajustes de desempenho.
Há um grande número de ajustes que podem ser feitos no registro para deixar o Windows Vista e o Windows 7 mais rápidos - ou pelo menos dar essa impressão - encurtando o tempo de duração de animações ou reduzindo a espera entre ações.
Mas antes de de mexermos nas entranhas do sistema operacional, você precisará de um backup confiável do registro, caso algo dê errado. Embora editar o registro não seja tão assustador quanto parece, uma mudança incorreta pode afetar todo o sistema.
Fazendo um backup completo
Para fazer o backup do registro recomendamos um freeware chamado ERUNT, que é simples de usar, mais confiável que o utilitário Restauração do Sistema incluso com o Windows e roda no Windows XP, Vista e 7, mesmo versões de 64-Bits. 
Instale e rode o programa. Por padrão ele irá criar armazenar os backups em uma pasta com a data do dia (ex: 06-06-2011) dentro da pasta C:\Windows\ERDNT\. Usá-lo é muito simples, basta clicar OK na janela principal e aguardar o backup, que deve levar menos de um minuto. 
Se você receber uma mensagem de erro durante o backup, execute o programa como administrador (clique com o botão direito do mouse sobre seu ícone e escolha a opção Executar como administrador
A alternativa: backup parcial
Se você está modificando apenas uma parte do registro e sabe qual é, não precisa fazer um backup completo. É possível usar o recurso de exportação para fazer backup apenas da parte que será modificada.
Clique no botão iniciar, digite regedit no campo de pesquisa e tecle Enter para abrir o Editor do Registro. Agora clique com o botão direito do mouse na chave do registro que pretende modificar, e selecione a opção Exportar. Dê um nome para o arquivo (ele será salvo com a extensão .reg) e indique onde deseja salvá-lo.
Se algo der errado com uma alteração basta dar dois cliques no arquivo .reg para desfazê-la, retornando todas as chaves modificadas ao seu valor original. Entretanto, isto não irá remover chaves e valores que você tenha criado manualmente.
Agora que você já tem um backup do registro, é hora de começar a modificá-lo. Abra o Editor do Registro e experimente as mudanças a seguir.
Acelere o Aero Peek
O Aero Peek é um recurso do Windows 7 que permite que você enxergue o desktop “através” das janelas abertas quando para o cursor do mouse sobre o botão “Mostrar área de trabalho” no canto direito da barra de tarefas (ao lado do relógio). Por padrão, este recurso emtra em ação após o cursor ficar sobre o botão por 500 milisegundos (meio segundo). Mas você pode modificar esse tempo:
1. Abra o Editor de Registro e no painel à esquerda navegue até HKEY_CURRENT_USER > Software > Microsoft > Windows > CurrentVersion > Explorer > Advanced (clique na > ao lado de cada item para expandí-lo e encontrar o item seguinte).
2. Clique com o botão direito no mouse no painel da direita e escolha a opção Novo > Valor DWORD (32 Bits). Dê a este valor o nome de DesktopLivePreviewHoverTime. Atenção às maiúsculas.
3. Dê dois cliques no valor que acabou de criar. Em Base marque a opção Decimal e digite o tempo de espera desejado (em milisegundos) no campo Dados do Valor. Clique OK e pronto. Você pode fazer a espera menor (por exemplo, aumentando o valor para 1000 para 1 segundo) ou menor (por exemplo, use 250 para reduzir a espera pela metade).
4. Faça logoff e login novamente para que a mudança tenha efeito.
Acelere os previews na barra de tarefas
Quando você para o cursor do mouse sobre um ícone na barra de tarefas no Windows Vista ou Windows 7, surge uma miniatura da janela correspondente. Por padrão, o tempo de espera até que a miniatura surja é de 400 milisegundos, ou pouco menos de meio segundo. Se você acha esse intervalo lento (ou rápido) demais, pode alterá-lo com o ajuste a seguir:
1. Abra o Editor de Registro e navegue até HKEY_CURRENT_USER > Software > Microsoft > Windows > CurrentVersion > Explorer > Advanced.
2. Clique com o botão direito do mouse no painel direito da janela e selecione a opção Novo > Valor DWORD (32 Bits). Dê ao novo valor o nome de ExtendedUIHoverTime.
3. Dê um duplo-clique no valor recém-criado e em Base marque a opção Decimal. Em Dados do Valor coloque o tempo de espera desejado, em milisegundos. Clique OK.
4. Faça logoff e login novamente para que a mudança tenha efeito.
Acelere os menus
Quando você clica em um menu no Windows Vista ou Windows 7, ele surge graciosamente com um efeito de “fade in”, como que se materializando do nada. Some todos os cliques que você dá em menus ao longo do dia e você verá que isso é uma perda de tempo. Para acelerar esta animação, faça a modificação abaixo:
1. Abra o Editor de Registro e vá até HKEY_CURRENT_USER > Control Panel > Desktop.
2. Encontre a opção MenuShowDelay e dê um duplo-clique sobre ela. Ajuste o valor (sempre em milisegundos) para o tempo desejado. O padrão é 400 milisegundos, pouco menos que meio segundo.
3. Faça logoff e login novamente para que a mudança tenha efeito.
Impeça os reboots
Se você tem o hábito de deixar o computador ligado o tempo todo (como eu), ocasionalmente terá problemas com os “reboots” automáticos após uma atualização do sistema: após instalar uma atualização importante o Windows pode avisar que é necessário reiniciar o computador, e que isso será feito automaticamente em 10 minutos a não ser que você peça para adiar. Se você não estiver por perto para ver o aviso o computador será reiniciado, e você perderá quaisquer arquivos abertos que não tenham sido salvos.
Mas há um jeito fácil de evitar esse comportamento irritante. E a dica funciona no Windows XP, Windows Vista e Windows 7:
1. Abra o Editor de Registro e vá até HKEY_LOCAL_MACHINE > SOFTWARE > Policies > Microsoft > Windows.
2. Clique com o botão direito do mouse no painel direito da janela e selecione Novo > Chave. Isso irá criar uma “pasta” no painel esquerdo. Dê a ela o nome de WindowsUpdate.
3. Clique sobre a nova pasta e novamente clique com o botão direito do mouse no painel direito da janela. Selecione Novo > Valor DWORD (32 Bits). Dê a este valor o nome de NoAutoRebootWithLoggedOnUsers.
4. Dê dois cliques sobre o valor recém-criado e mude o campo Dados do Valor para 1. Não mexa em mais nada e clique em OK.
5. Faça logoff e login novamente. A partir de agora, o Windows nunca mais irá reiniciar sem sua permissão explícita.
Desabilite os balões de notificação
Se você odeia os balõezinhos com avisos e informações pipocam constantemente na área de notificação (“Seu PC está em risco”, “O dispositivo pode ser removido”, etc), há uma forma de desabilitá-los. Siga estes passos:
1. Abra o Editor de Registro e vá até HKEY_CURRENT_USER > Software > Microsoft > Windows > CurrentVersion > Explorer > Advanced.
2. Clique com o botão direito do mouse no painel da direita e selecione a opção Novo > Valor DWORD (32 Bits). Dê a este valor o nome de EnableBalloonTips.
3. Dê um duplo-clique no valor recém criado e modifique o campo Dados do Valor para 0. Não mexa em mais nada e clique em OK.
4. Faça logoff e login novamente, e os balões nunca mais irão aparecer.
Faça o XP “dar boot” mais rápido
O Windows XP demora demais para carregar? Veja como acelerar o processo com um pequeno ajuste:
1. Abra o Editor do Registro e vá até HKEY_LOCAL_MACHINE > SYSTEM > CurrentControlSet > Control > ContentIndex
2. No painel da direita há um valor chamado StartupDelay. Dê um duplo-clique para abrí-lo. Mude Base de Hexadecimal para Decimal e em Dados do Valor digite 40000 (o padrão é 480000).
3. Reinicie o computador e note a diferença. Esta dica funcionou muito bem em meu notebook, mas notei que valores abaixo de 40000 não fazem diferença alguma.

Tecnologia - Dicas

22 dicas essenciais sobre informática, celulares e web
 Confira atalhos, conselhos e dicas que podem ajudar quem tem apenas conhecimentos básicos sobre tecnologia
Por David Pogue
Toda vez que um leitor me pergunta uma questão básica sobre tecnologia ou luta com um computador, eu penso a mesma coisa: as pessoas deveriam ter licença para usar tecnologia.

Eu não estou tentando insultar os americanos, mas exatamente o oposto. Porque as pessoas comuns deveriam saber o essencial sobre o funcionamento de seus celulares, câmeras digitais e computadores? Não há nenhum curso obrigatório nas escolas, nenhuma agência do governo que te ensine as diretrizes principais. Apesar disso, nós continuamos tentando, pegando algumas dicas e técnicas ao longo do caminho. No final, temos enormes falhas de conhecimento.

Dicas simples sobre como usar computadores e smartphones podem facilitar dia a dia do usuário
Esta semana, por exemplo, um leitor me perguntou sobre aqueles estranhos, quadrados, pixelados códigos de barras em preto e branco que estão aparecendo em pôsteres de filmes, anúncios de revista e cartões de revista. Ninguém nunca se incomodou em explicar para que eles servem.
Na verdade, eles são chamados códigos QR (sigla para resposta rápida, em inglês). O usuário fotografa esse código com a câmera do seu smartphone, que pode ser um iPhone ou usar o Android, por meio de um aplicativo especial que traduz o código em um anúncio ou direciona o usuário a uma página web.
Essa interação me fez perceber que está na hora de publicar a primeira parte do que poderia ser “O grande livro do conhecimento básico sobre tecnologia” – pré-requisito para usar a eletrônica na sociedade atual. Algumas das dicas podem parecer muito básicas, mas o usuário provavelmente encontrará algumas do tipo “Eu não sabia disso!” entre elas.
Celulares
1. Buscar por sinal da rede celular acaba com a bateria do aparelho rapidamente. Desligue seu telefone, ou coloque-o em modo “Avião”, antes de viajar para fora da área de cobertura da sua operadora;
2. Se você viajará para fora do país e não quer voltar com uma conta de smartphone muito cara. Para evitar que isso aconteça, configure o aparelho para que ele pare de checar os e-mails a cada 15 minutos, por exemplo.
Câmeras digitais
3. A dica para não pressionar completamente o botão da câmera elimina o tempo de espera frustrante ao fotografar. Posicione sua câmera para a foto, depois aperte o botão para fotografar até a metade. A câmera apita quando ajustou o foco – esta é a parte em que a pessoa perde tempo. Quando o fotógrafo aperta o restante do botão, a câmera fotografará a imagem imediatamente. Sem tempo de espera;
4. O flash é inútil se o personagem da foto está a mais de 2,5 metros à frente. Neste caso, é melhor desligá-lo. (Isso é para vocês, espectadores de concertos e fãs de futebol);
5. Ao apagar fotos de um cartão de memória por engano, é possível recuperá-las, caso o cartão não tenha sido usado depois. Para isso, basta comprar um software de recuperação de cartões de memória. Há diversos disponíveis para download pela internet.
Aplicativos para smartphone
6. No iPhone, a câmera não fotografa até que o fotógrafo clique no botão disponível na tela. É bom saber isso se o usuário deseja uma foto sem borrões. Com seu dedo pressionando o botão, posicione a câmera para a paisagem a ser fotografada e depois tire o dedo. A câmera fotografará ao tirar o dedo da tela, não ao pressioná-la;

Mantenha o botão da câmera pressionado e solte apenas na hora de fotografar
7. No iPhone, Android, BlackBerry e Palm, pressione a barra de espaço no teclado duas vezes no final de uma frase. O teclado encerrará a frase com um ponto, inserirá um espaço e permitirá que o usuário comece a próxima frase com letra maiúscula, sem a necessidade de pressionar outros botões;
8. No BlackBerry, mantenha uma letra pressionada para transformá-la em maiúscula.
Navegação na web
9. Pressione Alt+D para selecionar o endereço existente na barra de URLs de seu navegador web. Sem usar o mouse, apenas digite o endereço do site para acessá-lo;
10. Não é necessário digitar “http://www” em seu navegador. Apenas digite “nytimes.com”. No Safari e no Firefox, é possível omitir também o “.com”. No Internet Explorer, pressione Ctrl+Enter para adicionar “.com” ou Ctrl+Shift+Enter para colocar “.org”;
11. Pressione a barra de espaço para rolar a página web no navegador para baixo. Pressione também a tecla Shift para rolar para cima novamente. (É possível usar também as teclas Page Up e Page Down do teclado);
12. Ao preencher um formulário, não é necessário rolar a barra de opções dos estados, por exemplo, para selecionar o seu. Apenas digite a primeira letra do nome do seu estado, sem usar o mouse. Se errar, basta pressionar a letra correta para que ele mostre os estados com nome iniciado por ela;
13. Se o usuário está tentando colocar um endereço de site muito longo que pode ser confuso para ler (ou que um espaço não suporte, como no Twitter), use um encurtador de URLs, como o Tinyurl ou o Bit.ly. Esses sites gratuitos convertem longos endereços em outros mais compactos.
Edição de texto
14. O usuário pode clicar duas vezes em uma palavra para selecioná-la, em vez de passar o cursor sobre ela. Para selecionar um parágrafo inteiro, clique três vezes sobre ele;
15. Quando o texto estiver selecionado – em um processador de texto ou na barra de endereços do seu navegador – não é necessário apagá-lo antes de escrever. Apenas comece a escrever;
16. O Word cria automaticamente links, palavras em negrito, insere marcadores ou listas numeradas, mas é possível configurá-lo para parar a formatação automática. No Word 2010 (para Windows), vá até a opção Opções do menu Arquivo e depois em Opções de Autoformatação. No Word 2011 (para Mac), abra o menu Ferramentas, clique em Auto-correções e depois em “Auto-formatar conforme escrevo”.
Dicas especiais para Mac
17. Ao comprar um produto pela internet, não desperdice papel para imprimir a confirmação. Em vez disso, escolha a opção Imprimir e depois “Salve em PDF na pasta Web Receipts”. Uma cópia da página em PDF ficará armazenada em seus documentos.
18. É possível visualizar a maioria dos documentos sem abrir um programa para fazer isso. Na área de trabalho, selecione o documento e depois pressione a barra de espaço. Trata-se de uma forma fantástica de pré-visualizar fotos, mas também ótima para documentos do Office, PDFs, filmes, músicas, entre outros.
19. Pressione Comando + Delete para jogar o item selecionado na lixeira.
Dicas especiais para Windows
20. Quando o usuário quer enviar um arquivo para outra pessoa, clique com o botão direito neste ícone. A partir do menu, selecione “Enviar por e-mail”. O Windows cria uma mensagem de e-mail automaticamente com o arquivo em questão anexado. Se for uma foto, o Windows sugere que o usuário reduza seu tamanho para enviar por e-mail;
21. Sempre se perguntou qual a função da tecla com o logotipo do Windows em seu teclado? Pressione ela junto com F para buscar algo, com D para ver a área de trabalho, com L para bloquear a sessão ao sair da mesa, entre outras.
22. É desnecessário pagar por um software de antivírus e anti-spyware todo o ano. A Microsoft oferece um programa bom para segurança que é de graça.

Este é pelo menos um começo. Espero que seu conhecimento sobre tecnologia esteja um pouco menos limitado.

sábado, 21 de maio de 2011

Tecnologia

Otimize o seu HD eliminando arquivos duplicados

Aprenda a liberar espaço no seu disco rígido com o programa gratuito Fast Duplicate File Finder.


Em meio aos milhares de  dados armazenadas no PC, às vezes é difícil manter todos de forma organizada, evitando, por exemplo, que hajam eventuais duplicações de documentos, músicas, vídeos e fotos.
Para resolver isso, uma ferramenta muito simples é o Fast Duplicate File Finder (FDFF). Com ele, é possível identificar e eliminar duplicações de maneira fácil, liberando mais espaço em seu disco rígido.
O interessante é que o programa não se limita a encontrar apenas os arquivos de mesmo nome ou tamanho, mas também compara o conteúdo binário deles. Isto é importante, principalmente, porque é possível ter arquivos com dois nomes diferentes, mas idênticos no conteúdo.

Ela também dispõe de recursos práticos ao usuário, permitindo diversas opções como: apagar as duplicações, movê-las para lixeira ou para uma pasta personalizada, ver o conteúdo dos arquivos antes de excluí-los e suporte para mídia removível, como drives USB.
O FDFF é gratuito e rápido de usar. Se você sofre com pouco espaço no seu computador, esse é um aplicativo que você não vai se arrepender. Para baixar, clique aqui.

Tecnologia

Cinco dicas para conseguir mais seguidores no Twitter

Com alguns comportamentos simples, as pessoas podem prestar muito mais atenção ao seu perfil na rede de microblogs

O Twitter se tornou uma das mais populares ferramentas quando se trata de alcançar um público, seja para promover conteúdo, se destacar como especialista em um determinado campo ou fazer contatos com outros usuários que possuam interesses similares.
Uma maneira de aumentarseu alcance na rede é obter mais seguidores, contudo isso não é tão simples quanto apertar o botão de “Follow” e esperar que a pessoa do outro lado faça o mesmo. A última pesquisa de Dan Zarrella (autor dos livros The Facebook Marketing Book e The Social Media Marketing Book e “cientista de marketing viral e de social media”) mostra o que as pessoas procuram no perfil de um usuário antes de segui-lo, e dá dicas de como aumentar as chances de outros usuários te seguirem de volta. Aqui estão cinco dicas do especialista para aumentar seu alcance, e do conteúdo que você posta, na rede.
1. Deixe que os outros saibam quem é você
Quando um usuário cria uma conta, o Twitter pede que ele complete seu perfil. Isso inclui inserir uma pequena descrição (chamada “bio”), um link e uma foto. Dê uma olhada em seu perfil para ver o que está faltando, aconselha Zarrella.
“Usuários que investem tempo [preenchendo o perfil por completo] possuem mais seguidores do que aqueles que não o fazem” completou. Sendo assim, coloque uma imagem, insira um link para seu blog ou webpage e escreva uma “bio” que faça com que os outros membros da rede social saibam quem estão prestes a seguir.
2. Chega de narcisismo
Geralmente, redes sociais como o Facebook e Twitter podem ficar saturadas com o tanto que os usuários falam de si mesmos – o que fizeram naquele dia, reclamações triviais, e assim por diante. Entretanto, de acordo com o cientista, se seu desejo for aumentar seus seguidores, é importante parar de falar de si.
“Imagine encontrar alguém em uma festa que não fez outra coisa se não falar sobre si mesmo durante toda a noite. Você gostaria de ouvir durante muito tempo?” questiona o especialista.
3. Diversifique seus tweets
Um dado interessante recolhido na pesquisa de Zarrella: usuários no Twitter com mais seguidores tendem a não responderem (no jargão da rede, fazer uma “reply”) tanto quanto aqueles com menor número de seguidores. Sendo assim, mesmo que você se sinta obrigado a responder toda vez que alguém envia uma @reply, não é necessário, de acordo com o especialista. Ao invés disso, equilibre as respostas com outro tipo de conteúdo - ou opte por um serviço de mensagens instantâneas.
4. Identifique-se autoritariamente
Mostre-se autoritário em sua “bio”, de maneira que sua descrição dê legitimidade a você e diga por quê as pessoas devem prestar atenção em você. Se você escreveu um livro, mostre que você é um autor, ou se fala muito, defina-se como falante, comunicativo.
“Um dos meus mitos favoritos é o velho ditado ‘não se chame de guru. Já ouvi e disse muitas coisas sobre isso de diversas maneiras, e, atualmente, sempre aparece alguém que sugere que o termo “expert e mídias sociais” não existe. Acontece que, tirando toda a ilusão e olhando os dados concretos, contas no Twitter que possuem a palavra “guru” tendem a possuir 100 seguidores a mais do que um perfil comum. 
5. Não puxe os outros para baixo
Nem todo mundo teve um bom dia, portanto resista à tentação de liberar suas frustrações no Twitter, aconselha Zarrella. Tente manter sentimentos negativos como tristeza, agressividade de temas mórbidos mais distantes o possível. “Ninguém gosta de seguir uma depressão ambulante, e contas com muitos seguidores tendem a não fazer muitos comentários negativos” analisa o especialista. “Se você deseja mais seguidores, anime os outros e a si mesmo.

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Tecnologia

Notebook do Google que inicia em até 8 segundos será lançado em junho em 6 países

Sundar Pinchai, vice-presidente de produtos do Google, apresenta linha de Chromebooks, laptops com o sistema operacional Chrome OS; novidade chegará no mês de junho


Pela segunda vez, em um evento, o Google volta a mostrar o seu sistema Chrome OS  para netbooks e notebooks. Porém, após quase cinco meses do anúncio, a gigante das buscas divulgou apenas nesta quinta-feira (11), no evento Google I/O, que os primeiros aparelhos Chromebook chegarão ao mercado em junho por preços a partir de US$ 349 (netbook da Acer). Segundo a empresa, o sistema operacional leva até oito segundos para inicializar.  

O Chromebook é um aparelho com um sistema operacional de código aberto que tem uma estrutura de computação em nuvem (cloud computing), voltado para o mercado de netbooks. Com uma espécie de Windows Explorer dividido em abas, os aplicativos funcionam a partir da web, sem a necessidade de instalação de programas localmente.
Os primeiros países a receberem computadores com o sistema serão: Estados Unidos, Reino Unido, Itália, Holanda, França e Alemanha. A previsão é que as vendas comecem no dia 15 de junho.
Samsung e Acer serão as primeiras fabricantes a comercializar computadores com o sistema Google. O aparelho da Samsung, de acordo com o Google, terá uma bateria com autonomia de oito horas, tela de 12,1 polegadas e estará disponível em duas cores. Ele será vendido em duas versões: uma apenas com Wi-Fi  (US$ 429) e outra com Wi-Fi e 3G (US$ 499). Já o computador da Acer terá uma tela um pouco menor (11,6 polegadas com resolução Full HD) e 6,5 horas de autonomia de bateria. O preço inicial do computador será US$ 349. 
A ideia do Google com o sistema operacional é que o usuário use todas as aplicações diretamente da internet – por isso a falta de um disco rígido. Apesar disso, os usuários poderão acessar informações em pendrives ou discos-rígido externos, tanto é que ambos os computadores com Chromebook contam com portas USB. Além disso, será possível ainda ter algumas opções funcionando off-line (sem estar conectada à internet): e-mail, calendário, o Google Docs e jogos como o Angry Birds.
De acordo com Sundar Pinchai, vice-presidente de gerenciamento de produtos, os notebooks na versão 3G serão vendidos por operadoras, porém, o usuário terá a opção de fazer “jailbreak” e utilizar outro chip 3G no computador.
O Google disponibilizou o site www.google.com/chromebook que contém mais informações sobre o laptop.

domingo, 8 de maio de 2011

Tecnologia

7 dicas para usar o Windows Live Messenger
Separe os contatos offline, veja as publicações de amigos no Facebook e silencie sons repetitivos
O Windows Live Messenger é um dos aplicativos de mensagens instantâneas mais usados no mundo, junto com Skype, Google Talk e Yahoo Messenger. Ele era mais conhecido por MSN, mas a Microsoft alterou o nome de seu pacote de serviços gratuitos baseados em web em 2005 e o nome do mensageiro mudou.
Apesar disso, o nome MSN ou Messenger continuaram populares até hoje. Atualmente, a plataforma reúne 53 milhões de usuários no Brasil e 500 milhões em todo o mundo. Confira abaixo sete dicas do iG sobre como tornar ainda mais agradável sua experiência com o aplicativo:

1 – Entre com o status invisível por padrão
Alterar o status para ocupado ou ausente às vezes não funciona para impedir os amigos de incomodá-lo no MSN, nem para impedir que outras pessoas vejam que o usuário está online, mesmo que ele queira conversar com apenas um contato. Para evitar que isso aconteça, configure o MSN para que o status inicial sempre seja invisível. Para isso, faça o seguinte:
1. Clique no status atual na área “Entrar como” na página inicial do MSN;

2. Selecione “Invisível” e faça o login;
3. Uma janela com a mensagem para alterar o status para online aparecerá, mas basta clicar em “Não”. Se desejar manter esta configuração também marque a caixa “Não exibir esta mensagem novamente”;
4. Para alterar o status clique com o botão direito do mouse no ícone do Windows Live Messenger, selecione status e escolha o desejado.
2 – Reduza para o modo compacto
Para aqueles que gostam de saber por outros meios as últimas notícias e atualizações de redes sociais, é possível desativar o modo expandido (antigo Windows Live Hoje):
1. No canto superior direito clique no ícone de “alternar para exibição compacta”.

3 – Visualize a barra de menu
Apesar de ser esteticamente feia, a barra de menu facilita muito a vida do usuário.  Habilitar sua visualização é fácil:
1. Clique no nome do usuário no lado superior esquerdo no modo compacto ou lado direito no modo expandido;



2. Marque a opção “Mostrar barra de menus”.
4 – Desative a inicialização automática do MSN
A entrada automática do Windows Live Messenger faz com que a inicialização (boot) do Windows seja mais demorada. Para acionar o MSN somente quando deseja, crie um atalho para o Windows Live Messenger na área de trabalho.  Para desabilitar a inicialização automática faça o seguinte:
1. Selecione “Ferramentas” e clique em “Opções”;



2. No menu lateral “Entrar” desmarque a caixa “Iniciar o Messenger quando você fizer logon no seu computador”;



3. Clique em OK.
5 – Separe os contatos offline
Uma maneira para despoluir um pouco a janela do Windows Live Messenger é separar na lista os contatos que estejam offline daqueles online. Para tal, faça o seguinte:
1. Selecione “Ferramentas” e clique em “Opções”;



2. No menu lateral “Contatos” marque a caixa “Mostrar os contatos offline em uma categoria separada”;



3. Clique em “OK”.
6 – Desative sons desagradáveis
Uma marca registrada do Windows Live Messenger é o famoso som de recebimento de uma nova mensagem instantânea. Para aqueles que têm uma grande lista de contatos e recebem uma mensagem atrás da outra, este som pode se tornar um grande inconveniente. Para desabilitá-lo faça o seguinte:
1. Selecione “Ferramentas” e clique em “Opções”;



2. No menu lateral “Sons” clique na seta para baixo ao lado de “Nova mensagem instantânea” e marque “Não tocar um som”.



3. Repita o procedimento acima no “Chamar a Atenção”;



4. Clique em “OK”.
7 – Integre o MSN com as redes sociais
É possível acompanhar as atualizações de amigos em diversas redes sociais e sites de compartilhamento como Facebook, Youtube e MySpace por meio de um recurso de integração disponível no Windows Live Messenger.
No caso do Facebook, também é possível se comunicar pelo mensageiro instantâneo com amigos que estejam online somente na rede social. Para habilitar este recurso deixe o Windows Live Messenger no modo expandido (ao contrário da dica 2) e siga as instruções do site da Microsoft.

 

terça-feira, 3 de maio de 2011

Tecnologia Hoje

Brasileiros assistem a mais de 3 bi de vídeos online por mês

Usuários brasileiros passam em média 8,6 horas por mês vendo vídeos online
Foto: AFP


Quatro de cada cinco internautas de países como Brasil, México, Argentina e Chile assiste a vídeos online. É o que indica uma pesquisa da comScore divulgada nesta terça-feira, que mostra que mais de 80% dos usuários latino-americanos usam a internet para ver vídeos. De acordo com o relatório, os usuários brasileiros somados assistiram a mais de 3 bilhões de vídeos em março.
O México é o país onde se gasta mais tempo com vídeos na web, com um média de 10,5 horas mensais por usuário. Os usuários brasileiros estão empatados em segundo lugar com os chilenos, com 8,6 horas mensais, seguidos pelos argentinos, com 8,3 horas.
O México tem mais de 16 milhões de usuários que assistem a vídeos online, ou 87,1% dos internautas do país, enquanto o Brasil tem quase 36 milhões, 86,5% do total dos internautas. Cada usuário mexicano assistiu em média 115,5 vídeos em março, contra 86,7 vídeos por pessoa no Brasil. Enquanto no México os vídeos têm em média 5,5 minutos de duração, os vídeos online vistos pelos usuários brasileiros têm, em média, 6 minutos.

Tecnologia Hoje

5 passos para deixar seu novo PC ainda melhor 

Comprou um micro novinho em folha? Veja como se livrar do “lixo” de fábrica, instalar seus aplicativos favoritos e ter certeza de que seus arquivos importantes estão no lugar


É uma delícia comprar um computador novo. Assim que a caixa chega em casa a primeira coisa que dá vontade de fazer é rasgar a embalagem, montar a máquina e ver do que ela é capaz.
Mas antes disso o melhor a fazer é parar, respirar fundo e dedicar um tempinho à preparação, que pode fazer um mundo de diferença no desempenho e estabilidade da nova máquina e até na sua sanidade. Além do mais, há arquivos no PC velho que precisam ser transferidos para o novo, e esta é uma tarefa que não deve ser deixada para depois.

1. Transfira os arquivos do PC velho para o novo.
Se você ainda não tiver, compre um HD externo (eles são baratos atualmente). Como alternativa você pode gravar uma pilha de DVDs, mas isso não é nada prático. Plugue o HD ao seu velho computador, crie uma pasta chamada “Backup do PC Velho” e comece a copiar os arquivos e pastas pra lá.
Copie suas músicas, fotos e vídeos: Fotos e vídeos de família perdidos nunca poderão ser substituídos. Estes são seus megabytes mais preciosos.
Em seguida, copie os seus documentos: Se você é organizado e grava tudo dentro da pasta “Meus Documentos” o trabalho é fácil, basta copiar a pasta inteira. Se não, terá que caçar todos os arquivos espalhados pelo PC para copiá-los para seu HD externo.
Não se esqueça dos favoritos: Abra o navegador, acesse o gerenciador de favoritos, exporte-os para um arquivo e copie este arquivo para o HD. Ou melhor ainda, instale uma extensão para sincronia de favoritos como a Xmarks ou habilite este recurso no Google Chrome (Clique no ícone da Chave Inglesa / Opções / Coisas Pessoais / Sincronização). Faça a mesma coisa no PC novo. Assim você terá backup online automático de seus favoritos e poderá manter o mesmo conjunto em vários navegadores.
Atenção com as licenças de software: Abra quaisquer softwares que exijam ativação e desative ou desautorize o seu micro velho. Photoshop e iTunes são dois exemplos.
Cuide do resto: Antes de desconectar o HD externo e desligar seu velho PC, pense em outros tipos de arquivos que deseja manter, como saves de jogos, por exemplo. Copie-os para o HD.
Quando você tiver certeza absoluta de que copiou todos os arquivos importantes para o HD externo, poderá desligar seu PC velho para sempre, plugar o HD no micro novo e transferir os arquivos para seus respectivos locais.
Fazer essa cópia manual de arquivos pode parecer algo lento e tedioso, mas tem o benefício de lhe dar um belo backup de todos os seus arquivos importantes, prontos para serem restaurados caso seu computador sofra uma pane catastrófica, seja perdido ou roubado. Basta manter o HD com os arquivos em um lugar seguro e usá-lo quando precisar.
2. Livre-se do lixo
Infelizmente os fabricantes de PCs ainda insistem em colocar no mercado máquinas com montes de “lixo” pré-instalado, como versões de demonstração de aplicativos e painéis de controle que mais atrapalham do que ajudam. Alguns destes programas são apenas um incômodo, enquanto outros podem reduzir o desempenho do computador.
Não existe uma forma única de saber o que você deve remover e o que não deve. Você pode começar indo a Iniciar / Painel de Controle / Programas / Desinstalar um Programa. Role a lista e remova quaisquer programas que você não vá usar, como visualizadores de imagens, media players, versões de demonstração de anti-vírus, barras de ferramentas... use seu bom-senso. Se você não tem certeza quanto à utilidade de um programa anote o nome, faça uma pesquisa na internet sobre ele e volte mais tarde.
Muitos PCs vem com software que atualiza automaticamente os drivers e utilitários do fabricante. Recomendo que você deixe estes programas intactos, embora talvez seja recomendável ajustar suas configurações para que procurem por atualizações com menos frequência. Manter os drivers atualizados é importante para se certificar de que seu PC continue funcionando bem.
Existem ferramentas que automatizam o processo. O freeware SlimComputer varre o seu PC e dá sugestões sobre o que pode ser desinstalado com segurança ou removido da inicialização do PC, e pode fazer o serviço para você em poucos cliques. Um utilitário mais simples e direto é o PC Decrapifier, em cujo site o autor mantém uma lista com os programas que podem ser removidos automaticamente.
3. Atualize os drivers e software de sistema
Se seu PC não veio com uma ferramenta para atualização automática de drivers e outros softwares importantes, vá ao site do fabricante e procure o nome do seu modelo na seção “Suporte”. É de se esperar que um computador novinho em folha venha com as versões mais recentes dos drivers, BIOS e componentes do sistema, mas isso nem sempre acontece. Manter estes itens atualizados pode melhorar a estabilidade e confiabilidade de seu PC, então não ignore este passo só porque as coisas parecem estar funcionando direito.
A seção de suporte no site do fabricante de seu PC pode ter os mais novos drivers para a maioria dos componentes, mas os drivers da placa de vídeo provavelmente estarão desatualizados. Se seu computador tem uma placa de vídeo da Nvidia os drivers estão aqui, basta indicar o modelo de sua placa de vídeo e o sistema operacional (ou deixar o site detectar automaticamente). Se a placa é da AMD/ATI, baixe a versão mais recente do pacote de drivers Catalyst.
Aproveite também para atualizar o Windows usando o Windows Update (Iniciar / Painel de Controle / Sistema e Segurança / Windows Update). Instale todas as atualizações importantes. Isso pode significar o download de várias centenas de MB, é melhor fazer isso em uma conexão de banda larga durante a noite.
Certifique-se também de que o computador está configurado para receber atualizações automaticamente: na janela do Windows Update clique no item Alterar Configurações na lateral esquerda e sob Atualizações importantes escolha o item Instalar atualizações automaticamente (recomendado) e clique em OK.
4. Faça o ajuste fino
Esta também é uma boa hora para fazer alguns ajustes no Windows. Se você quiser modificar a frequência com que recebe os alertas do Controle de Conta do Usuário (UAC, aquela janela que pede confirmação quando um aplicativo tenta fazer alguma coisa) vá até o Painel de Controle, clique em Contas de Usuário e em Alterar configuração de Controle de Conta do Usuário. Mas sugiro que não desabilite completamente este aviso.
Uma coisa que me incomoda muito é a insistência da Microsoft em ocultar as extensões de arquivos por padrão, como se nossos cérebros fossem incapazes de compreender o que significa o .jpg, .doc ou .mp3 no fim do nome de um arquivo. Para corrigir isso abra o Windows Explorer, clique no menu Organizar no canto superior esquerdo da janela e escolha o item Opções de pasta e pesquisa. Vá até a aba Modo de Exibição e desmarque a caixa que diz Ocultar as extensões dos tipos de arquivo conhecidos
5. Instale programas do jeito fácil
Você já copiou os arquivos que estavam no PC velho, se livrou do lixo que veio pré-instalado no micro novo e atualizou os drivers e o sistema operacional. Agora vem a parte boa: é hora de colocar software novinho em folha em seu novo PC. 
E para isso não há nada melhor que o Ninite, uma ferramenta gratuita que pode ser usada para instalar vários programas de uma vez só de forma automática, sem intervenção do usuário. Basta visitar o site ninite.com e marcar os programas que deseja instalar. Minha lista pessoal inclui o Chrome, Dropbox, Evernote, Firefox, Flash, iTunes, K-Lite COdecs, Microsoft Security Essentials, Silverlight, Skype, Steam, uTorrent, VLC, .NET e 7-Zip.
Depois de escolher clique no botão Get Installer no rodapé da página e o site irá lhe enviar um pequeno executável que vai baixar todos os aplicativos de seus servidores oficiais e instalá-los com a configuração padrão, de uma vez só. O Ninite não instala barras de ferramentas para o navegador e outros tipos de “lixo” comumente associados a alguns programas, e é esperto o suficiente para baixar as versões para 64-Bits dos programas se seu PC estiver rodando uma versão de 64-Bits do Windows.
O Ninite é ótimo mas não é perfeito, e você ainda terá de instalar manualmente software que não esteja na lista do site, além de quaisquer outros programas que você tenha comprado nos últimos tempos, como jogos e anti-vírus, bem como extensões para seu navegador favorito.
Todo o processo de preparar seu novo computador, mesmo usando ferramentas como o PC Decrapifier e o Ninite, pode levar algumas horas. E fazer isso quando o que você realmente quer é brincar com seu novo “brinquedo” pode ser difícil. Ainda assim, aconselho que você seja paciente e siga os passos acima, já que eles podem evitar muitas outras horas de dores-de-cabeça no futuro.

terça-feira, 26 de abril de 2011

Tecnologia Hoje

Google admite gravar localização de usuários do Android

Google admite a coleta de informações de localização dos usuários, mas diz que isso é feito de maneira anônima

Poucos dias após a Apple ser pega registrando os passos dos donos de iPhones e iPads, o Google admitiu fazer o mesmo com os usuários do Android. Um porta-voz da empresa afirmou que os dados são coletados de maneira anônima, sem serem relacionados a um usuário específico, e que são apagados quando os usuários reconfiguram seus telefones. A prática visaria fornecer uma melhor experiência móvel nos dispositivos Android.
Ele também diz que todo o compartilhamento de informações de localização no Android é uma opção do usuário - que, entretanto, já vem marcada como padrão após a instalação de aplicativos de mapas e buscas, informa o site Dvice. Além disso, bloquear a transmissão de dados de localização pode reduzir as funções do smartphone, especialmente em relação a mapas, explica o site do Wall Street Journal.
Para "esclarecer" a questão para os usuários, a empresa começou a enviar uma mensagem para Androids habilitados com a função, explicando que a empresa coleta dados e ensinando a desabilitar o serviço. "Para proteger sua privacidade, nós gostaríamos que você soubesse que o Google Latitude está ativo no seu dispositivo móvel e registrando sua localização. Se você não tiver ativado isso ou quiser parar de transmitir sua localização, por favor abra as opções de privacidade ou desative o Latitude. Para saber mais, visite a Central de Ajuda do Latitude", dizia a mensagem.
Há tempos o Google defende que a coleta de dados de geolocalização é necessária para ajudar a aprimorar seus serviços, e não foi agora que ela mudou de ideia. A Apple, por outro lado, continua em silêncio.

Tecnologia Hoje

Apple é denunciada por sistema que rastreia seus usuários

Dois clientes da Apple decidiram levar a companhia aos tribunais devido ao suposto sistema oculto de rastreamento de movimentos dos usuários nos dispositivos iPhone e iPad, segundo publicou nesta segunda-feira a CNET. Vikram Ajjampur, proprietário de um iPhone na Flórida, e William Devito, dono de um iPad em Nova York, apresentaram suas denúncias a uma Corte Federal de Tampa, na Flórida, em 22 de abril, para pedir o fim da suposta prática.

Ajjampur e Devito decidiram acionar a Justiça depois da publicação de um estudo no Reino Unido sobre um software incluído no sistema operacional da Apple que arquivava e enviava à empresa a localização diária de seus aparelhos móveis sem que os usuários soubessem disso.

A procuradora-geral do estado de Illinois, Lisa Madigan, solicitou nesta segunda-feira uma reunião com os executivos da Apple e do Google, empresa envolvida na mesma polêmica por seu sistema operacional Android, para saber se as acusações são verdadeiras.

Na semana passada, o congressista Edward J. Markey enviou uma carta ao executivo-chefe da Apple, Steve Jobs, questionando as políticas de proteção de dados da empresa por conta do relatório britânico intitulado "iPhone Keeps Record of Everywhere You Go" ("iPhone mantém gravações de cada lugar que você vai").
As autoridades de França, Alemanha, Itália e Coreia do Sul estão investigando o possível desrespeito à privacidade dos usuários da Apple.

Tecnologia Hoje

Windows 8 trará mudanças na antiga ´tela azul da morte´

Nova versão do sistema operacional da Microsoft vai substituir a famosa mensagem de erro por uma tela preta com novo design

Uma imagem do Windows 8, o novo sistema operacional da Microsoft, revelou que a famosa tela de erro conhecida como "Blue Screen os Death" (Tela Azul da Morte) pode ser substituída na nova versão por uma "Black Screen of Death" (Tela Preta da Morte).

Segundo o site Digital Trends, a Microsoft lançou o seu sistema operacional em 1985 e, desde então, a tela de erro do Windows é a mesma. Na nova versão ela continuará valendo, mas terá um novo design com fundo preto e a mensagem escrita em branco: "Your computer needs to restart", diz o novo texto.

O lançamento da versão beta do Windows 8 deve sair ainda este ano e trará algumas novidades que podem ser conferidas aqui

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Tecnologia Hoje

Redes sociais e mundo corporativo. Mistura perigosa?

Consultores se dividem entre a praticidade e o perigo da tendência.

Um executivo liga o computador no escritório e nos campos para login e senha digita suas credenciais do Facebook. Ao estabelecer acesso à rede corporativa, visualiza todos que participam da sua rede pessoal e interage com eles. Parece utópico, em se tratando de um ambiente empresarial, mas essa situação pode se tornar realidade daqui a cinco anos, segundo Frank Gillett, analista da Forrester Research.
Ele afirma que os mundos profissional e pessoal estão se misturando,situação que pode viabilizar cenários como esse. Esse mix tem sido impulsionado especialmente pelo uso intenso e contínuo de dispositivos móveis e das redes sociais. "Smartphones corporativos são utilizados cada vez mais para fins pessoais, assim como notebooks", aponta.
Gillett acredita que ao unir mídias sociais e contatos profissionais no sistema de trabalho, oportunidades se abrem. Como exemplo ele cita um funcionário que integra sua conta pessoal no Salesforce e tempos depois vai visitar um cliente. Antes de ir à empresa, é possível conferir se lá trabalha alguém conhecido para estabelecer um primeiro contato.
Já o diretor de pesquisas do Gartner, Andrew Walls, diz que, apesar da enorme popularidade do Twitter, Facebook e LinkedIn, nenhum desses serviços fornece recursos robustos para detectar a verdadeira identidade de quem está por trás do perfil. "É por isso que a segurança corporativa pode ser totalmente afetada", acredita Walls. Na opinião do analista, dificilmente companhias seguirão esse caminho.

Uma mistura perigosa. É assim que o professor do Departamento de Comunicação Social da Universidade Estadual Paulista (Unesp) Marcos Américo define a possibilidade de usar ferramentas sociais pessoais como recurso profissional. "Esse é um terreno movediço. Não temos dados sobre ele, mas penso que ao logar na rede com a conta pessoal, o funcionário não vai usar o espaço da mesma forma como se estivesse em casa ou em uma roda de amigos", avalia. 

Muito além da intranet
Por outro lado, para Gillett mesmo que as conservadoras não considerem o uso de credenciais de redes sociais para estabelecer conexão no computador, as empresas vão oferecer opções para integrar mídias sociais ou criar redes internas para conectar funcionários, clientes e fornecedores de diferentes localidades, fortalecendo o relacionamento desses grupos.
Compartilha da mesma opinião de Gillett o CEO e diretor de Pesquisa e Análise do EdgeGroup, Souvenir Zalla. "As organizações tendem a adotar redes sociais corporativas. Elas vão chegar para ampliar a produtividade dos funcionários, criar ambientes colaborativos e permitir a quebra de silos departamentais. Isso, no entanto, não significa que companhias vão deixar de usar e-mail e intranets. Esses elementos podem ser complementares", sugere.
Zalla reforça a avaliação de que as redes sociais podem ser utilizadas para unir áreas e filiais de empresas. "Os profissionais podem compartilhar ideias em fóruns, reduzindo sobremaneira o envio de e-mails; criar um perfil com foto para que outras pessoas saibam de quem se trata, usar um microblog para falar o que faz no momento, entre outras atividades", diz.
Algumas organizações já seguem o caminho sugerido por Zalla. É o caso da Unimed-Rio. Desde 2005, a cooperativa de médicos mantém uma intranet para aprimorar a comunicação e o acesso à informação. Mas no ano passado, decidiu inserir o conceito de web 2.0 no sistema.
Rafael Oliveira, coordenador de Comunicação da Unimed-Rio, explica que inicialmente a demanda por um portal interno surgiu na área de comunicação que buscava centralizar as informações da empresa. A TI colaborou para o desenvolvimento do ambiente, baseado em tecnologia Lumis.
Logo no início da operação, o ambiente contava com poucos recursos, entre eles dados institucionais, notícias, normas e arquivos de treinamento. "No ano passado, atentos ao crescimento das redes sociais e buscando descentralizar a alimentação de dados na intranet, optamos por reformular o espaço e adotar o conceito de colaboração para levar mais interatividade aos cerca de 2 mil funcionários", aponta Oliveira.
Batizada de Interface, o portal conta hoje com blogs, microblogs (semelhantes ao Twitter, em que é possível inserir comentários de até 140 caracteres), classificados e fóruns de discussão, para tirar dúvidas.
Embora a companhia não permita o acesso a redes sociais externas, segundo Oliveira, a abordagem não ficou de fora. "A interação social estará presente nas empresas", aposta.
Oliveira lembra que quando surgiu a discussão sobre a inserção de blog na nova página, que completou um ano de vida no início de abril, todas as áreas se mostraram interessadas. "Mas não sabíamos se a ideia emplacaria. Então,testamos em quatro setores."

A divisão acontece da seguinte forma. Há um blog voltado para divulgar informações sobre a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), órgão que regula os planos de saúde no País, e que tem relação com a Unimed-Rio. O outro fala sobre gestão de saúde e traz dicas sobre o tema. Há ainda o Terceiro Andar, com notícias da diretoria, e, por fim, o Verticalização, que concentra a estratégia de crescimento da companhia. Os espaços são atualizados de uma a duas vezes por semana, dependendo dos acontecimentos. O teste deu certo.
"Vamos ampliar a iniciativa para outros setores", adianta. Não foram só os blogs que obtiveram sucesso. Segundo Oliveira, de abril a dezembro de 2010, o portal registrou 840 visualizações. As notícias são as campeãs de acesso, totalizando 120 mil, em seguida os classificados com 54 mil e os blogs (20 mil) logo depois. "O portal tornou-se uma ferramenta fundamental para o trabalho e que possibilita melhorias para os negócios", afirma.
"Agora, todos podem interagir sem a necessidade de acionar o departamento de sistemas ou de comunicação, como acontecia antes. Até os classificados o próprio funcionário é capaz de gerenciar", afirma o executivo. "Podíamos moderar todo o conteúdo, mas não fazemos isso, pois a ideia é justamente dar liberdade aos colaboradores", completa.
Ele destaca outros benefícios colhidos desde o lançamento do Interface, como otimização dos processos de trabalho, maior interação e proximidade entre os colaboradores e a troca de experiências e opiniões sobre projetos e assuntos corporativos.
A Unimed-Rio pretende estruturar o portal com uma cara totalmente 2.0. "A nossa expectativa é definir um projeto para organizar um espaço com corpo de rede social, que inclui perfil do funcionário, com foto, e outras informações e personalização de conteúdo. Essa transformação será ainda mais radical do que a presente, mas altamente positiva", conclui.

Tecnologia Hoje

Tablets não são vistos como facilitador de produtividade

De acordo com levantamento da Forrester Consulting, notebooks são as tecnologias que mais facilitam o trabalho de executivos de TI.

Estudo realizado pela Forrester Consulting, e encomendado pela Dell e Intel, mostra que os diretores de TI não consideram que tablets sejam capazes de tornar seus trabalhos mais produtivos. O notebook continua a ser o eleito como tecnologia que possibilita maior produtividade, citado por 59% dos executivos ouvidos pela pesquisa. Em segundo lugar estão os desktops, com 50%, e smartphone com 41%
A pesquisa foi motivava por recentes constatações de que o sucesso do iPad estava causando queda na venda de PCs e que os consumidores passam mais tempo usando tablets do que notebooks. O levantamento concluiu que, embora isso esteja acontecendo com o usuário doméstico, nas empresas o cenário é diferente.
Além de não serem vistos como essenciais, os tablets trazem muitos desafios, segundo a maioria dos executivos ouvidos. No levantamento, 58% deles disseram que o custo e o crescente número de dispositivos com necessidade de suporte são as principais preocupações no processo de aquisição desses aparelhos.

sábado, 16 de abril de 2011

Tecnologia

Overclocking aumenta rendimento do PC sem gastar muito


Ismael Cardoso
É uma cena muito comum. Você compra um game novo ou precisa editar um vídeo pesado no computador que você comprou há um ou dois anos. Quando vai jogar, o game trava. Quando vai editar o vídeo, o processo de renderização demora horas. Isso porque é cada vez mais difícil acompanhar a velocidade de evolução dos hardwares e softwares, principalmente pelo preço que se paga para se manter sempre atualizado. Mas há uma solução para dar uma sobrevida ao equipamento, aumentando seu desempenho antes de ter que comprar um novo: virar um overclocker.
O overclocking é uma técnica usada para aumentar a capacidade do processador e fazer a máquina trabalhar mais rápido. Foi o que fez o entregador Rogério dos Santos Freitas, 31 anos. Sempre ligado nas novidades dos games, ele viu sua máquina ficar obsoleta e não tinha como comprar um equipamento novo. "Um amigo explicou que com o overclocking eu poderia ter um ganho no processador. Eu pesquisei na internet e peguei dicas com quem entendia", afirma. Sua máquina, que no começo do ano tinha um processador de 2,4 GHz, hoje trabalha a uma velocidade de 3 GHz.
Mas como isso acontece? O trabalho requer que o usuário mexa na tensão do equipamento para fazer com que o processador rode em uma frequência maior. Para isso, não precisa nem abrir a máquina: basta mexer na configuração da placa-mãe, que pode ser acessada na hora que o computador é iniciado. Porém, o overclocking não é uma tarefa fácil, como pode parecer. A alteração dessas configurações precisa ser pensada, pois pode trazer consequências: o aumento da temperatura do processador e do gasto de energia ou ainda a instabilidade do sistema. O que um overclocker faz é, na tentativa e erro, determinar uma boa relação "custo x benefício", em que o equipamento tenha um ganho significativo sem prejudicar outros componentes do aparelho.
Porém, mesmo que o overclocking seja bem feito e "moderado", ele pode acabar diminuindo a vida útil do processador, afirma o especialista Alexandre Ziebert. Mesmo assim, ele garante que vale a pena. "Os processadores são feitos para durar 20 anos. Se você faz um overclocking e diminui a vida útil dele para 15 anos, já vale a pena, pois em três ou quatro anos o processador já fica obsoleto", diz. Ziebert também defende a ideia de que o overclocking pode ser decisivo na hora da compra de um produto novo. "O usuário pode comprar um processador mais simples e depois alcançar o desempenho de processadores mais caros. Um gamer, por exemplo, pode investir essa economia em uma placa de vídeo mais potente."
Refrigeração
O único investimento que o overclocker precisa fazer é em um cooler, aparelho que elimina o calor gerado pelo trabalho do computador. Invariavelmente, a técnica aumenta a temperatura do computador, e ele precisa de uma refrigeração mais potente. "Via de regra, um processador funciona a uma temperatura de 60ºC. Para aumentar a velocidade de 3,4 GHz para 4 GHz, por exemplo, ele vai passar a trabalhar a 80ºC, e essa temperatura precisa ser baixada", explica Ziebert. Uma alta temperatura do processador causada por um overclocking mal feito pode aquecer e queimar também outros dispositivos, como a placa-mãe ou a placa de vídeo.
Só para se ter uma ideia da importância da refrigeração, overclockers "profissionais" chegam a usar nitrogênio líquido no resfriamento da máquina, que faz com que o processador atinja temperaturas negativas. É claro que esse tipo de refrigeração não é usado no dia a dia, pois seria inviável, mas em campeonatos, em que os overclockers querem alcançar o melhor desempenho possível, vale a pena. Ziebert já fez processadores de 2,8 GHz trabalharem a 5,9 GHz, mais que dobrando sua velocidade. "Tem gente que compra uma máquina já pensando em fazer overclocking e campeonatos entre amigos", diz.
Mas se engana quem pensa que é só entre amigos que essas competições acontecem. Grandes fabricantes de processadores organizam alguns desses eventos para estimular o overclocking. "Os fabricantes incentivam a técnica até para mostrar para o concorrente que o equipamento deles pode alcançar um desempenho melhor", diz Ziebert. Até mesmo quem nunca pensou em fazer overclocking na vida sai beneficiado, nesse caso. "Eles consideram o feedback dos overclockers para melhorar o desempenho do processador. Mesmo quem não faz overclocking tem uma máquina mais segura graças a esse retorno", afirma o especialista.

Tecnologia

Violou direitos autorais no YouTube? A Google te dá aula de boas maneiras

A Google introduziu nesta quinta-feira (14/4) uma série de novas regras, bem mais severas, contra a quebra de direitos autorais no YouTube. A partir de agora, qualquer usuário que inflingir alguma delas será obrigado a assistir aos chamados "tutoriais de copyright" e fazer um teste antes de voltar a utilizar o serviço.

As nova política da empresa foi criada após uma série de reclamações de membros da indústria do entretenimento que acusavam a Google de não se esforçar para combater infrações de direitos autorais. Além disso, o novo sistema pretende educar os usuários sobre como funcionam as regras de copyright.

Até agora, os usuários que quebravam as regras do site recebiam avisos do YouTube e, em caso de reincidência, poderiam ter a conta excluída do serviço. A partir de hoje, os usuários poderão se redimir através das aulas e dos testes para provar que conhecem as regras do site.


"Nós queremos ajudar os usuários a navegar dentro da lei e de nossas linhas de operação. Exigir que as pessoas completem a escola de copyright depois de receberem uma notificação significa que eles entenderão que o que fizeram foi errado", afirmou um representante do YouTube.

terça-feira, 12 de abril de 2011

Tecnologia

Sete dicas para aumentar a produtividade com o Android

Aprenda a explorar atalhos e outros recursos do sistema para torná-lo uma usina de produtividade.

Quando você pensa no sistema Android, certamente "produtividade" não é a primeira palavra que vem a sua mente, não é?
Pois bem, saiba que não é preciso migrar para a linha RIM (BlackBerry), Windows Phone 7 ou outra plataforma para poder dar conta de algumas tarefas; sejam estas profissionais, ou não.
Nas sete dicas a seguir, você poderá observar maneiras de personalizar o processo de navegação no sistema Android. Assim, será possível acessar seus arquivos multimídia e aplicativos favoritos de maneira mais rápida e eficiente.
Antes de mais nada, saiba que os testes a seguir foram executados usando um Motorola Atrix 4G munido a Android 2.2.1 – algumas funções podem não estar disponíveis para todos os dispositivos.
1. Personalizar as áreas de trabalho
É, sem sombra de dúvida, uma das maneiras mais fáceis de deixar o sistema do seu jeito. Também permite acessar os aplicativos mais usados em questão de segundos. Qualquer item do menu pode ser movido para uma das áreas de trabalho.
O processo é simples. Para mandar um atalho de qualquer aplicativo do menu para a área de trabalho, basta pressionar o ícone do aplicativo por uns dois segundos, até o ícone ficar envolto em uma sombra colorida. Assim que o sistema entender que você deseja mover o aplicativo para a área de trabalho, a janela do menu irá sumir e o ícone será posicionado na área em que o usuário estava, antes de abrir a janela do menu.
Se desejar transferir o atalho para outra área de trabalho - por padrão, são cinco, na versão Android 2.2 – é necessário pressionar levemente o ícone por pouco tempo, até ele ser selecionado e então arrastá-lo até o local desejado na tela ou até outro espaço dos cinco ambientes disponíveis.
Não quer mais aquele ícone em nenhuma área de trabalho? Mandar os atalhos para o lixo requer a mesma operação: selecionar e arrastar para a lixeira.
2. Criar widgets
Um dos recursos mais inteligentes do Android é a possibilidade do usuário criar widgets (miniaplicativos) que ficam expostos em uma das áreas de trabalho e se atualizam de forma automática. Dessa forma, não é necessário abrir os aplicativos para saber se houve ou não alguma atualização.
Criar esses ícones é absolutamente rudimentar. Basta manter uma área livre de qualquer ícone pressionada por algum tempo e selecionar widgets no menu que será apresentado. De lá, o usuário será levado até uma lista de aplicativos que podem ser transferidos para a área de trabalho.
Ao usuário serão apresentadas duas listas de widgets possíveis: os de terceiros e os do núcleo do sistema. Dependendo do modelo de seu aparelho, a nomenclatura desses widgets irá mudar. No smartphone usado para esse artigo, o menu de widgets apresenta as opções da Motorola.
Não são todos os aplicativos para Android que oferecem a opção de widget. Vale a pena verificar quais dispõem dessa funcionalidade.
3. Crie atalhos de sites na área de trabalho
Da mesma forma que é possível posicionar widgets na área de trabalho, o usuário pode colocar atalhos para as páginas da Internet que acessa frequentemente. Assim,  elimina-se a necessidade de abrir o navegador e digitar nas teclas minúsculas o início de cada URL desejada.
Sim, é possível configurar alguns browsers mobile para, assim que forem executados, irem para uma série de endereços, mas ainda requer, no mínimo, um clique a mais. Em tempos de economia e experiência de usuário em alta, vale a pena criar esses atalhos.
Para criar esses atalhos, navegue até a página que deseja marcar como favorita e acione o menu do browser. Na opção “more” (mais) você verá o item “create shortcut” (criar atalho). Basta selecionar essa opção e pronto: o ícone com o atalho vai para a seção da área de trabalho que estava aberta quando você entrou na web.
4. Alternar entre aplicativos recentes
Uma das melhores maneiras de visualizar quais aplicativos foram usados recentemente, é pressionar o botão da Home do Android. Normalmente esse botão é em forma de uma casa. Mantê-lo pressionado por alguns segundos, vai abrir uma janela, em que são exibidos os ícones dos aplicativos em execução ou usados há pouco.
Ao selecionar qualquer um deles, ele será executado novamente.
5. Consolidar áreas de trabalho
Com o Android, é possível visualizar todas as áreas de trabalho de uma vez só em forma comprimida. A maneira que cada dispositivo usa para essa opção varia fortemente de aparelho para a aparelho.
No Atrix, por exemplo, basta eu pressionar por alguns instantes o botão circular do menu de aplicativos para ter essa visão.
Já em um HTC Droid Incredible, munido do Android 2.2, é necessário dar um duplo toque no ícone da Home, não no botão exposto no display, e, sim no ícone posicionado na barra inferior do aparelho.
6. Crie pastas personalizadas
Depois de ajeitar as áreas de trabalho de seu Android com os aplicativos preferidos e atalhos, possivelmente você sofrerá da falta de espaço nos ambientes diferentes. A não ser que adicione mais e mais áreas de trabalho ao display, essa escassez é praticamente certa. Para contornar isso, o usuário de Android tem a possibilidade de criar pastas e, dentro destas, colocar os atalhos criados.
Basta manter um pedaço da área de trabalho livre pressionada por alguns segundos. Assim que o menu abrir, selecione a opção “folders” (pastas). Você verá que um ícone em forma de pasta suspensa será exibido na área de trabalho. Arraste os atalhos e aplicativos para dentro dessa pasta, crie um nome apropriado para o diretório e voi lá, um diretório com os aplicativos de fácil acesso estará em seu display.
Atenção: Nem todos os itens podem ser movidos para uma pasta. Determinados widgets se recusam terminantemente a entrar em qualquer pasta.
7. Personalizar o duplo toque na tela
Em alguns aparelhos Android, incluído aí o Atrix 4G da Motorola, permitem que o usuário configure a reação do sistema ao duplo toque na tela. As opções são variadas: desde abrir a câmera, a exibir o discador ou a galeria de arquivos multimídia.
Para configurar essa opção, acesse, no menu de configurações do sistema, o item “Aplications” (aplicativos) e, descendo pelas opções, selecione o item “Double tap home launch”. Dentro dele, o usuário poderá definir de que maneira o sistema deve reagir ao duplo toque na interface do sistema.

Tecnologia

Designer que alegava ser dono de 84% do Facebook move nova ação contra a rede

Após encerrada a disputa com os gêmeos Cameron e Tyler Winklevoss, Mark Zuckerberg deve enfrentar outro processo, movido pela segunda vez por um designer nova-iorquino que alega ser dono de 84% do Facebook. Paul Ceglia reuniu uma série de e-mails supostamente trocados com o CEO da rede social que demonstrariam a sua ligação com a criação da empresa há 7 anos. Agora, ele reivindica 50% de participação na rede. As informações são do “Business Insider”.
Nos supostos e-mails de 2003 e 2004 entre Ceglia e Zuckerberg e incluídos no segundo processo judicial, são discutidos detalhes do projeto do “the face book”, que seria financiado pelo designer. Algumas mensagens fariam menção aos gêmeos Cameron e Tyler Winklevoss, que depois moveriam uma ação acusando o CEO do Facebook de ter roubado a ideia original da rede social.
Ceglia teria mais e-mails, nos quais Zuckerberg diz que o Facebook não estava indo bem e que ele considerava tirar a rede social do ar.
O Facebook alega que os e-mails são falsos. No primeiro processo movido por Ceglia, ele havia apresentado um contrato firmado com Zuckerberg, também tido como falso pela empresa. A empresa disse ainda que Ceglia já foi condenado em outra ocasião por fraude – um caso de apropriação indébita de dinheiro de uma empresa do ramo madeireiro.
Entenda o caso
Na primeira ação cível aberta em junho de 2010, Paul Ceglia disse que assinou um contrato com o cofundador do Facebook Mark Zuckerberg, em 2003, para desenvolver e fazer o design de um site.
Os termos do contrato designaram a Ceglia um pagamento de 1.000 dólares e participação de 50%  no produto, que acabou sendo lançado como thefacebook.com, de acordo com o processo.
O contrato também previa que Ceglia "iria adquirir uma participação adicional de 1% no negócio por dia até que o site fosse concluído". Segundo o processo, em 4 fevereiro de 2004 a participação Ceglia no Facebook chegou a 84%. Mas Ceglia perdeu a disputa.
O registro do endereço "thefacebook.com" é datado de janeiro de 2004, segundo a empresa de registro de nomes de domínio Network Solutions.

Tecnologia

Apple vai começar a produzir iPad no Brasil em novembro, afirma Mercadante

O ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, afirmou nesta terça-feira (12) em viagem à China que a Apple e a fábrica Foxconn começarão a produzir o tablet iPad no Brasil até o final de novembro. As informações foram divulgadas pela agência de notícias Reuters.
Com a fabricação no país, a Apple poderá se beneficiar da isenção de impostos proposta pelo governo de Dilma Rousseff para tablets, de 9,25% de PIS/Cofins, quando a classificação do aparelho mudar para “computador”. A Foxconn, que já produz os eletrônicos da Apple na China, tem sua linha de montagem instalada na cidade de Jundiaí, interior de São Paulo.
A vinda da Apple para o Brasil poderia acelerar a aprovação dessa isenção de impostos e acabaria também beneficiando outras fabricantes, como a Samsung, que já produz no país o Galaxy Tab. Nesta terça-feira, a Motorola anunciou o lançamento do Xoom no país, o terceiro tablet a ser comercializado oficialmente no Brasil.
"Têm de ser detalhadas agora as condições [em que se dará a produção do iPad], onde vai ser, logística", disse Mercadante a jornalistas.
O assunto, segundo o ministro, está sendo estudado por um grupo de trabalho que envolve os ministérios da Fazenda, de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e de Ciência e Tecnologia, além do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social.
O anúncio de Mercadante acontece em meio à viagem da presidente Dilma Rousseff à China. Mais cedo, a presidente afirmou que a Foxconn estuda investimento de US$ 12 bilhões no Brasil para a produção de telas para produtos como computadores tablet e celulares.
Sobre o investimento, Mercadante comentou que "a gente conversa com eles há 3 meses. Ainda não estão concluídas as negociações, mas estou confiante."
Representante da Apple não estava imediatamente disponível para comentar o assunto. A Foxconn no Brasil informou que não tinha informações sobre investimentos.
Fabricante
No Brasil, a Foxconn iniciou as suas atividades em 2005, em Manaus (AM), com a fabricação de celulares. Atualmente a empresa emprega cerca de 4.300 funcionários. Além da unidade em Manaus, a empresa tem fábricas em Jundiaí e Indaiatuba, em São Paulo, onde produz câmeras digitais, computadores portáteis e de mesa e placas-mãe para empresas como Dell, HP e Sony Ericsson.
A Foxconn afirma que tem expectativa de elevar seu quadro de pessoal em 30% até o final do ano "com o crescimento dos negócios existentes e também com a vinda de novos negócios".
Pistas
Os rumores sobre a vinda da empresa começaram no início do mês, quando João Dória, da revista “Isto É”, publicou a informação de que a Apple passaria a produzir tablets no Estado de São Paulo. Procurada pelo ... a Apple afirmou que não comentaria a reportagem.
Uma semana depois, a revista “Veja” afirmou que o governador Geraldo Alckmin anunciaria em 15 dias (por volta de 22/4) a nova fábrica da empresa no Brasil. No último sábado, o jornal “Folha de S. Paulo” informou que a fabricante já despachou contêineres da Ásia com componentes para montagem no Brasil de produtos.

domingo, 10 de abril de 2011

Tecnologia

A tecnologia e a vida de hoje

Quando pensamos em quanto a tecnologia está inserida em nossas vidas, chegamos a sentir saudades do passado.

Havia um tempo sem celulares, sem ipods, sem computadores, sem videogames. Uma época em que o trabalho era feito, as pessoas voltavam para casa, assistiam televisão e iam ler, conversar, enfim, viver.
Hoje, vivemos uma época em que estar fora da tecnologia é estar fora do mundo.
A tecnologia deixou de ser um simples diferencial no trabalho, transformou-se em obrigatoriedade. Sem tecnologia básica de um computador e internet, ter emprego hoje é quase impossível.
Há exemplos claros de tecnologia que nos auxiliam. Há igualmente exemplos que nos deturpam.
A tecnologia é para muitos algo desconhecido, sabem apenas o elementar, nem mesmo o básico. Contudo, vivem. Contudo, existem. Contudo, se relacionam.
É justamente neste ponto que quero chegar.
Não sou contra a tecnologia, muito antes pelo contrário, ela faz parte da minha vida e do meu trabalho.
Entretanto, a tecnologia pode e deve ser utilizada para o crescimento das pessoas e não as pessoas crescerem dependendo da tecnologia.
Vamos a um exemplo prático: Se deres a uma criança um calculadora, ela saberá fazer as contas. Mas, se não souber fazer as contas sem uma calculadora, significa que ela não aprendeu o raciocínio do cálculo, apenas sabe usar o mecanismo.
O mesmo acontece com computadores e principalmente nas redes sociais.
Por que temos cada vez mais pessoas pelo mundo terminando seus relacionamentos por mensagens de texto?
Por que temos cada vez mais pessoas pelo mundo cometendo suicídios coletivos marcados pela internet?
Por que temos cada vez mais pessoas pelo mundo ofendendo, brigando e sofrendo em sites de relacionamento?
Sabe por que?
Porque a tecnologia sem o humano é inútil. Sempre afirmo que o computador é a coisa mais burra que eu conheço, pois ele depende 100% de mim para ser útil.
A tecnologia não pode ser um instrumento de escravismo da razão, pensamento e compreensão da realidade.
A tecnologia deve ser um apoio as tarefas do dia a dia, da velocidade na comunicação, na interatividade entre as pessoas.
Como é maravilhoso conversar com todo o mundo sem sair de casa.
Como é maravilhoso ter amigos virtuais e reais.
Como é maravilhoso ter mais produtividade em menos tempo.
Porém, somente será tudo isto maravilhoso se pudermos conversar sem sair de casa com pessoas interessantes, termos amigos virtuais e reais que com a tecnologia cativamos seus corações e podermos ter mais produtividade para interagirmos com outros seres humanos e evoluirmos.
Pense no seu dia a dia e como você usa a tecnologia.
A pergunta que fica é: Você usa a tecnologia para seu crescimento pessoal ou a tecnologia escraviza a sua vida pessoal?
Eu respondo por mim: Mesmo com uma agenda de clientes, viagens, palestras, administração de várias redes sociais – inclusive de clientes – e este Blog, sempre tenho um horário separado para a minha família.